Cigarro, sangue e erotismo.

Brian M. Viveros é, sem dúvida, um dos artistas atuais que mais admiro.
Inspirações surrealistas, mulheres sexys e fumantes, sempre com toques de sadismo, sempre com gotas de sangue e uma dose bacana de humor, compõem a arte do americano que é classificada como arte erótica e tem influências fortes das pin ups que o Alberto Vargas pintava lá nos anos 40.  Suas mulheres, com uma mistura de mistério, fetiche,  sensualidade, olhar  melancólico e blasé, tatuagens e vícios, são verdadeiras femmes fatales, lindas, poderosas, deliciosamente sexys!

Algumas de suas calientes mulheres:

“Drink-Her”

“Southern”

“Loveless”

“Move-Her and a Shake-Her”

“Clutched”

“Yoga”

“Cochina”

A “Conchina” é uma das minhas preferidas e foi bem difícil selecionar as imagens pra postar aqui,  quase não paro. Todas são maravilhosas!

Uma resposta to “Cigarro, sangue e erotismo.”

  1. adorei!!! eu já me atrai mais pela yoga e loveless
    mas todos lindos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: