Colagens Artísticas de Coffin Souza

Primeiro uma pequena introdução sobre o artista marginal Coffin Souza: Porto Alegrense nascido em plena ditadura brasileira nos anos 60, virou ateu na adolescência, começou a fazer filmes em super 8 com seus primos e amigos pouco depois chegando até a ganhar um prêmio de melhor fotografia de super 8 no festival de Gramado com um curta inspirado no poema “O Corvo” de Edgar Allan Poe. Depois, lá por 1988, parou de fazer qualquer produção até 1995 quando começou a trabalhar comigo na Canibal Filmes como produtor dos meus filmes e depois maquiador gore e ator. Coffin Souza também é escritor, poeta, video-artista (sua série de filmes experimentais feitos com experimentações no manuseio de imagens distorcidas no vídeo, que ele realizou em Fortaleza durante um ano inteiro que viveu no Ceará trancado num quarto por não suportar sol e calor, é genial) e, vez ou outra, se arisca em experiências com colagens como essa série sem nome que aborda temáticas cristãs.

Essa série de colagens Coffin Souza realizou em 2005 e acabei usando-as nos créditos iniciais do meu curta “Que Buceta do Caralho, Pobre só se Fode!!!” (2007, 23 min., roteiro-produção-direção de Petter Baiestorf). Coffin Souza estava em grande forma com seu humor anarco-ateísta quando realizou essas colagens. São imagens belíssimas que não recomendo aos fanáticos religiosos. Se os fanáticos religiosos tem liberdade total (e não pagam impostos) para terem templos e igrejas que cobram de seus fiéis para freqüentar os locais de reza e lamentações, Coffin Souza (que é ateu e não cobra nada de ninguém por isso), também tem a liberdade total de exercitar sua arte com ícones da mitologia cristã sempre que quiser.

14 Respostas para “Colagens Artísticas de Coffin Souza”

  1. oi…Boas…Cara, impressionante como as idéias estão no ar…eu mais um amigo daqui de Bh fizemos a mesma coisa tem um tempo…Ele me passou as idéias e eu trabalhei as colagens no phtoshop…Incrível como ficou bem igual …e garantoque não foi plágio…vou procurar depois te mando para vc ver…acho que deve estar no blog dele…
    abraço e até mais.

  2. Eduarda Mendonça Says:

    BLASFEMADORES!!! VOCES ARDERAO NO INFERNO!!! ROGO POR SUAS ALMAS!!! NO DIA DO JULGAMENTO HAVERÁ CHORO E RANGER DE DENTES!!! ROGO POR TODOS VOCES!!!

    • Apesar de não apreciar as colagens essa é uma maneira parva e fanática de te expressares. Ninguém vai respeitar a opinião de alguém que se expressa como se vivesse na idade média.

  3. Mas Eduardo, e aquela história de perdoar e virar a outra face? Por que tanto ódio nesse coraçãozinho?

    Acho que o César cutucou o MendONÇA com vara curta…

  4. Não sou uma pessoa religiosa mas acho as tuas colagens muito pouco criativas e de uma pobreza inquestionável. Não basta sermos rebeldes e desafiar dogmas para ser artista. Aconselho-te um estudo sobre a questão. Os meus alunos do ensino básico fazem melhor.

    • hHAHAHhahHAHhahHa!!! “Os meus alunos do ensino básico fazem melhor.” HAHAEHhHAAEHAHEa

      Não achei muito criativo tb não. tipo, legalzinho, mas nada “OH! Que incrível”, mas só pq ta meio capa de cd de punk que o vocalista fez sozinho em casa.

      Já vi trabalhos melhores por aqui. Da próxima o cara acerta, não precisa falar mal tb…

  5. Achei suas colagens de extremo mal gosto e covardes!
    Porque não faz o mesmo com outras religiões?
    Queria saber qual seu recalque com catolicismo?
    Quero ver vc ter coragem de fazer o mesmo com Mohamed/Islã

    boa sorte!

  6. Coffin Souza, o autor destas colagens, é católico de formação (seus pais, inclusive, já visitaram o vaticano) e acredito que ele realizou essas colagens só para incomodar as carolas religiosas mesmo (e prá que fazer isso com Mohamed/Islã se estamos no Brasil, o país mais católico do mundo??? Souza, sendo brasileiro, ia cutucar a religião dominadora de seu país, não religiões de outros lugares que aqui no Brasil não possuem o mesmo poder que a Igreja católica junto ao estado)… Se as colagens são criativas ou não, tudo depende do ponto de vista. Pollock é só tinta jogada nas telas (prá mim), mas tem quem paga milhares de dólares por aquilo!!!

    Recomendo à Ana e a Marie um tour pelo nosso blog que é um blog anarko-festivo ateísta e há vários artigos sobre a dominação da Igreja católica (ou apoio da igreja católica aos déspotas do momento, afinal foram os católicos do Vaticano que cuidaram para que Nazistas fugissem para a América Latina pós a Segunda Guerra Mundial e não os Ateus).

    Em tempo, muito em breve, farei um post sobre os Padres Pedófilos do Brasil (maior país católico do mundo) em homenagem à Ana e a Marie!

    Beijinho!
    (Petter Baiestorf).

  7. Ana,
    O conceito de arte vai além de técnica, e a pessoa mais leiga que tenha lido apenas a introdução do essencial “História da Arte” de Gombrich compreende bem isso… não obstante a simplificação buscada por Picasso no retorno à arte primitiva do artesanato tradicional africano, indo de encontro ao realismo na pintura, algo do qual ele – tecnicamente – era capaz… é uma questão de escolha. Ainda, o citado Pollock e outros autores como J.M.Basquiat, conseguem se expressar com bastante profundidade usando aquilo que tecnicamente seria chamado de rabisco, garrancho, mancha, sujeira.
    A arte deve ser percebida tanto em sua importância subjetiva quanto na social, aspectos que não refletem a necessidade de uma perfeição técnica ou reprodução perfeita de qualquer realidade percebida com os olhos, já que estética nada mais é do que uma opção. Nos tempos de Rembrandt se exigia – comercialmente – uma perfeição na reprodução do real em luzes e sombras, mas devo lembrar que os movimentos modernistas há um longo tempo atrás derrubaram essas barreiras. É bom perceber também que, segundo Kant, o belo nada mais é que um “julgamento de gosto”, ou seja, é igual a cu e cada um tem o seu.
    No presente caso a técnica utilizada é a de colagem, ainda que digitalmente realizada, visto que a estética buscada é essa – a mesma realizada por Picasso em seus primórdios ao misturar fragmentos de madeira e embalagens de vinho em uma tela, e a mesma que levou ao auge muitos autores do dadaísmo, futurismo e primórdios do Pop, técnica praticada antes mesmo de chegar à plataforma “tela”, pois era realizada com aplicação diretamente no negativo fotográfico desde 1880.
    Arte é expressão e esta sempre deverá ser livre no que tange a instituições humanas como a política e a religião. Sendo assim, os incomodados que olhem outra coisa!

  8. coffin souza Says:

    Pois é…se o Brazyl fosse um pais mais rico culturalmente, talvez recebessemos calendarios de fim de ano com figuras mais diversas como :Buda,Allan Kardec,AlÁ,Maomé,Iansã,Chico xavier,Thor,Jeová,Krishna,pois estes calendários foram minha inspiração e material para as colagens,não usei recursos digitais,só tesoura e cola de bastão…gostaria de ter material impresso com as outras figuras citadas acima para poder brincar, poIS acho que…NENHUMA RELIGIÃO MERECE RESPEITO…por que nenhuma delas respeita os Ateus……..

  9. Muito boa as tuas colagens, que são mais do que isso, elas mexem com o inconsciente coletivo que está carente e cansado dessa civilização patriarcal. Está linkado no meu blog zine tralala….
    Abraço….

  10. Melhor seria com pessoas conhecidas, nós mesmos.

  11. Coisa de débil mental, mediocre e, acima de tudo, covarde. Quero ver fazer uma merda dessas com simbolos judeus, ou muçulmanos. Bela merda fazer isso ai, é chutar cachorro morto. E só um imbecil nao percebe a perseguição que a igreja católica vem sofrendo pela midia globalista a anos. Um bom exemplo é essa baboseira de pedofilia cristã, enquanto merdas como essa : http://frontpagemag.com/2011/07/26/new-saudi-fatwa-defends-pedophilia-as-marriage/
    acontecem no mundo islamico e qse ninguem toma conhecimento. Vcs são macacos de terceiro mundo e acham que o que fazem algum potencial critico ou transgressor.

  12. que estagnação de idéias desses moralistas de plantão.
    Grande trabalho que mexe com a normalidade comum. Parabéns.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: