Canibais

Sou um leitor fanático de tudo que é livro, principalmente livros de história, arte marginal, cinema experimental e causos que ficam no limiar entre crimes verdadeiros e lendas urbanas. “Canibais – Paixão & Morte na Rua do Arvoredo” de David Coimbra (ed. L&PM, 260 páginas) alimenta os boatos de que o açougueiro José Ramos e sua bela esposa Catarina teriam matado várias vítimas para fazer lingüiça (que possuia apreciadores ilustres, como políticos famosos da época e alguns ricaços). Os crimes da rua Arvoredo teriam acontecido entre 1863-64 na cidade de Porto Alegre. Já visitei pessoalmente a rua e conheci a casa que hoje ficaria no lugar do macabro açougue, mas não se sabe certo se os crimes são lendas urbanas ou realmente aconteceram, sempre desconfiei que os crimes de Porto Alegre possam ter tido inspiração no “Sweeney Todd” londrino, mas pouco importa, o que importa mesmo é o ar de mistério. David Coimbra romanceou o caso (ou causo) e criou um livro deliciosamente gore e erótico, transformou José Ramos num psicopata alucinado e a Catarina numa ninfomaníaca louca por sexo. É diversão em estado bruto e recomendo o livro. Verdade ou mentira?… Não sei ao certo, mas dando uma pesquisada descobri o recorte de jornal que posto abaixo, então, ao visitar Porto Alegre, experimente a lingüiça gaúcha e descubra você mesmo os mistérios dos açougues da capital!!!

4 Respostas para “Canibais”

  1. Li esse livro logo que saiu, é fantástico, a descrição das “personagens” da época e das ruas de PoA só aumentou minha vontade de conhecer lá. Com certeza vou visitar os lugares, mas a linguiça eu deixo para os carnívoros que não sou muito chegada em cadáver nem de bicho quanto mais de gente!:P

    • Sim, sou vegetariano também, mas não quis deixar de fazer a piada com lingüiças gaúchas, já que todos os gaúchos machões são chegados numa lingüiça quentinha, hauahauahaau

  2. Vi esse caso no extinto Linha Direta e achei-o interessantíssimo. Quando achá-lo nas livrarias vou comprá-lo.Valeu a dica!

  3. Parece muito bom o livro, quero ler… um outro livro q conta essa história do açougueiro José Ramos é CÃES DA PROVÍNCIA (que tb fala sobre Qorpo Santo), recomendo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: