Piss Mouth.

O gosto dourado escorrendo pela minha boca sedenta e louca enquanto pingos salgados caíam sobre meu rosto

E eu, de joelhos no chão daquele banheiro imundo, te implorava por mais

E bebia e sentia tua deliciosa forma líquida, matando minha sede que outra bebida não matara

Sede dourada, me banhando, me lambendo, me gozando.

E no final, insaciável, vou sempre te pedir mais uma dose, mais um gole, mais um porre.

(Leyla Buk).

7 Respostas to “Piss Mouth.”

  1. engraçado, o post anterior fala sobre a luta da emancipação feminina e no outro temos um poema em que uma mulher clama para que mijem na cara dela, como se ela fosse um…um mictório! isso, mulher=mictório. Parece que o post anterior foi só pra manter o bom senso, pois no fundo vcs são grandes hipócritas.

    abraços.

  2. Não sei se tu acompanha nosso blog, acho que não, pois se acompanhasse saberia que sempre fazemos posts que defendem a liberdade pra todo mundo e que somos também um casal fetichista e amantes de artes BDSM, é uma quesão de gosto aqui, NOSSO GOSTO. A foto e o poema falam sobre uma mulher (no caso eu, Leyla Buk) e um desejo, um fetiche. Sou fetichista assumida, não escondo isso de ninguém e não temos aqui no blog (nem fora dele) a necessidade de manter bom senso nenhum pra que alguém entre aqui e aprove ou desaprove algo, pouco importa que tipo de interpretação terão do que postamos. O post foi meu, uma mulher, mas poderia muito bem ter sido do Petter, já que ele compartilha do mesmo gosto pelo fetiche. Se te sentes ofendida apenas não entre mais neste blog, pois muita mijada pela cara (de mulher e de homem) e fetiches do tipo ainda vão rolar por aqui.

  3. yeah yeah típico. a patrulha da moral e o caralho. a garota lá de cima se apresenta cheia de dedos acusadores, dizendo o que é e o que não é liberação feminina, mas prega uma espécie de escravidão moralista – a ditadura da boa moça – de acordo com aquilo que satisfaz a velha cultura machista e noções arcaicas de “certo e errado”.
    o blog não é hipócrita, pois defende liberdade plena e não dentro de um consenso pré-estabelecido e escolhido por pessoas que deveriam cuidar a própria vida e não a alheia.
    pessoal mal resolvido é chato, cara. tem mil argumentos que sequer são seus pra impor aos outros os seu próprios recalques… tãooo errado.

  4. Eu confesso que estou duplamente impressionado! Eu posso contar nos dedos as escritoras que já tive notícia que realmente me deliciavam em sua leitura. E esse texto é fabuloso, envolvente e instigante.

    Mas eu também me surpreendi com a temática, nunca eu teria concebido tal fetiche sendo escrito e descrito com tamanho lirismo e arte! Sou um poeta fetichista e um fetichista por fetiches mas a chuva dourada nunca conseguiu me despertar a veia poética. Julgava em minha vã ignorância que seria impossível que algo tão belo surgisse desse tema abjeto.

    Mas é uma sublime degradação que li aqui que me emocionou, me tocou realmente! São raros os escritores que conseguem transformar suas linhas em convites sedutores em temas tão ardilosos.

    Já falei demais, onde não era preciso. Deixo só um comentário: Fabuloso!

  5. coffin souza Says:

    PÔ, eu acho que este post deveria virar uma campanha pública..Imaginem logo chegará a época do Carnaval e centenas e centenas de foliões(homens e mulheres)se aliviam nas ruas,postes,cercas,quintais alheios…Se namoradas e namorados,ficantes e casais de todo tipo combinassem,todos mijariam uns na boca dos outros e deixaríamos nossas ruas mais limpas…Em todo caso vou envia-lo para a minha namorada..que não vai ficar escantalizada(muito pelo contrário)como a guriazinha católiquinha-asséptica acima….
    Mijadas para todos….

  6. excelente post… é isso aí: liberdade para todas as mulheres sentirem prazer da forma como elas querem… chega de seguir padrões pré-estabelecidos do que pode e do que não pode fazer… tudo deve ser permitido desde que todos envolvidos concordem e sintam prazer!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: