Estranha: Um Curta-Metragem de Baixo-Orçamento e Alta Criatividade

“Estranha” (2011, 12 minutos) de Joel Caetano. Com: Mariana Zani, Kika de Oliveira e Walderrama dos Santos.

“Estranha” começa com duas mulheres se conhecendo na cozinha de uma casa enquanto esperam por um homem. A Primeira mulher (Mariana Zani) é a namorada do homem esperado (Walderrama dos Santos) e fala com uma alegria contagiante sobre seus planos de ter um filho e o quanto se sente feliz com aquele homem ao seu lado. A segunda mulher (Kika de Oliveira), a irmã do homem esperado que parece sempre nervosa e estranha, desaprova todos os planos do jovem casal com seu olhar de indignação a cada nova frase que escuta.

É assim que Joel Caetano inicia seu curta “Estranha”, estrelado por Mariana, sua esposa (na vida real) e parceira de longa data nas produções, e pelos atores Kika de Oliveira e Walderrama dos Santos, que formavam o casal de apaixonados em luta contra zumbis no cult “Mangue Negro” (2008) de Rodrigo Aragão (Aliás, Joel Caetano, Kika e Walderrama foram meus colegas de elenco na super-produção independente “A Noite do Chupacabras” (2011), novo filme de Rodrigo Aragão que estréia dia 01 de julho em Porto Alegre/RS na abertura do FantasPoa). Neste curta “Estranha”, Joel conseguiu construir um filmaço de suspense-gore que tem sua força na simplicidade do roteiro e nas boas interpretações do elenco, principalmente de Mariana e Kika que dão veracidade às suas personagens. O clima conseguido por Joel neste curta me lembrou o fantástico filme francês “L’Intérieur” (“A Invasora”, 2007) de Alexandre Bustillo e Julien Maury. O cinema independente brasileiro estava precisando de um filmaço neste estilo e agora temos!

Falar mais da trama (além da breve descrição no primeiro parágrafo) é desnecessário. Esposa e irmã, ambas estranhas (cada uma ao seu modo), esperam pelo homem (que é um cafajeste total, Joel revela em uma ceninha rápida, mas importante prá história, que ele está num motel comendo outra menina enquanto as duas esperam por ele). E durante a espera nós, espectadores, vamos tendo importantes revelações que acabam em violência explícita delirante muito bem executada e captada pelas lentes de Joel. As maquiagens do filme estão sangrentas (a face arrancada de uma das atrizes é soberba), a iluminação correta e a edição extremamente dinãmica e bem realizada. Tudo isso torna este curta do Joel, produzido praticamente sem grana alguma, um filme referência para jovens cineastas que acham que um filme barato não pode ser sério. Aliás, os cineastas independentes estão com tudo neste ano de 2011, já pude conferir três grandes obras geradas neste primeiro semestre do ano: O longa “A Noite do Chupacabras” (de Rodrigo aragão), “Ivan” (de Fernando Rick) e “Estranha” (de Joel Caetano). E confesso aqui que estou ansioso pelo longa “Viatti Arrabbiati” que Gurcius Gewdner deverá lançar no segundo semestre deste ano.

Joel Caetano começou fazendo filmes na faculdade em 2001. O primeiro filme dele que me chamou atenção foi o divertido “Minha Esposa é um Zumbi” (2006) e desde então tento acompanhar a carreira dele (e como o Brasil do cinema independente é maravilhoso, acabei conhecendo o Joel Caetano nos sets do longa “A Noite do Chupacabras” onde pude constatar o profissionalismo com que ele encara o mundo do cinema, gosto de trabalhar com gente assim, que respira cinema e torna o cinema a coisa mais importante de suas vidas). Em 2009 Joel lançou o premiadíssimo curta-metragem “O Gato” que também recomendo à todos uma conferida!

“Estranha”, por enquanto, segue inédito em DVD  (mas já está rolando em alguns festivais, já foi exibido em São Paulo na terceira edição da Mostra de Cinema de Bordas). Gaúchos da Capital poderão apreciá-lo dia 02 de julho, às 17 horas, na sala P.F. Gastal (Usina do Gasômetro). Joel Caetano está preparando um box com todos seus filmes que será um lançamento imperdível!!!

Aguardo ansioso pela próxima produção de Joel Caetano, não percam este diretor de vista!!!

5 Respostas to “Estranha: Um Curta-Metragem de Baixo-Orçamento e Alta Criatividade”

  1. Peter, te mandei um e-mail há uns dois meses, contando uma idéia – nada original – de financiamento para suas produções e a de outros cieneastas independentes. Agora fiquei conhecendo uma coisa que talvez vc já conheça, mas aí vai: http://comecaki.com.br/ É um site em que quem pretende produzir algo que demande grana expõe a idéia, fala do quanto precisa e abre o projeto a doações. Daí é só vc divulgar o site. O que acha? Abraço!

  2. Fernanda Falcão Says:

    Olá estou fazendo um projeto e gostaria de saber se alguem podia me ajudar me fornecendo algum orçamento já feito para que eu possa ter noção de pagamentos para equipe estou perdida nisso pois é meu primeiro curta metragem.Obrigada!

    • Fernanda,
      Nós aqui da Canibal Filmes somente trabalhamos com filmes independentes, nunca fiz nenhum destes projetos prá editais.
      Aqui, a cada filme, faço nova negociação com a equipe e os atores (já paguei diárias de R$ 150,00… Mas só faço isso porque alguns de nossos filmes são feitos em no máximo 4 dias de filmagens). Na Fabulas Negras, empresa produtora dos longas “Mangue Negro” e “A Noite do Chupacabras”, também produções independentes, eles pagavam diárias de R$ 50.00 para equipe/atores.
      Petter Baiestorf.

  3. […] Unção”), Gisele Ferran (“O Doce Avanço da Faca“), Mariana Zani (“Estranha“) e o diretor Seu […]

  4. […] “De Saco Cheio”, “Desalmados – O Vírus“, “DR”, “Estranha“, “Horário Nobre ou Banquete para Zumbis”, “Inquérito Policial […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: