Kama Sutra

“Kamasutram” foi escrito por Vatsyayana como um breve resumo dos vários trabalhos anteriores que pertenciam a uma tradição conhecida como “Kama Shatra” e é considerado o livro definitivo sobre a amor na literatura sânscrita. Indra Sinha, escritor e tradutor de obras indianas para a língua inglesa, diz: “Ao contrário do que muitos pensam, o Kama Sutra” não é um manual de sexo, nem um trabalho sagrado ou religioso.”

Trechos do Kama Sutra:

“Foi dito por alguém que não há ordem ou momento exatos entre o abraço, o beijo e as pressões ou arranhões com as unhas ou dedos, mas que todas essas coisas devem ser feitas, de um modo geral, antes que a união sexual se concretize, ao passo que as pancadas e a emissão dos vários sons devem ocorrer durante a união. Vatsyayana, entretanto, pensa que qualquer coisa pode ocorrer em qualquer momento, pois o amor não se incomoda com o tempo ou ordem.”

“Quando o amor se intensifica, entram em jogo as pressões ou arranhões no corpo com as unhas. As pressões com as unhas, entretanto, não são comuns senão entre aqueles que estejam intensamente apaixonados, ou seja, cheios de paixão. São empregadas, juntamente com a mordida, por aqueles para quem tal prática é agradável.”

Fonte: Wikipedia.

Uma resposta to “Kama Sutra”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: