Auto-Suficiente

O mendigo está com fome.

O mendigo despe-se.

O mendigo se agacha e faz força, até geme.

O mendigo defeca suas fezes magras.

O mendigo come.

O mendigo saciou sua fome impertinente.

O mendigo quer mais.

O mendigo quer a sobremesa.

O mendigo enfia dois dedos na garganta.

O mendigo regurgita em jorros.

O mendigo agora também tem a sobremesa.

poesia de Petter Baiestorf.

2 Respostas to “Auto-Suficiente”

  1. dá pra virar um barulho goregrind.
    Foda-se o mincecore, é gore que a gente qué!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: