Arquivo para annette schwarz

A Mais Insana!

Posted in Bebidas, Cinema, Fetiche, Fotografia with tags , , , , on maio 1, 2011 by canibuk

“Eu gosto de sexo real e intenso. Eu gosto de sexo cru (…) Se estou excitada, quero comer meu parceiro vivo, quero chupar e lamber ele inteiro. Dou toda minha energia para ficar satisfeita, e isso não tem preço. Se é realmente bom, eu me entrego totalmente, como se fosse a última vez que estivesse fazendo sexo. (…) Amo sexo oral – Tenho uma fixação por oral, não em receber e sim em fazer!”

Já falamos aqui no blog sobre a atriz e diretora pornô alemã que o Petter e eu adoramos,  Annette Schwarz, a mais insana pornstar da atualidade!

Segue uma entrevista que ela deu, em 2007, pro site Go Go Pornville.

GO GO – Nos fale sobre sua vida antes de virar atriz pornô?
ANNETTE – Nasci na Alemanha em uma cidade pequena perto de um rio chamado 
Rhein. Fui sozinha para Munique quando tinha 16 anos para terminar o colégio. Dois anos depois, já com 18 anos comecei a trabalhar como assistente de operação na GGG.
Sempre li sobre coisas no pornô e achei que deveria tentar. Ser desejada por muitos homens e fazer muito sexo com desconhecidos. Ser eu mesma, viver minhas fantasias sem me preocupar. Isso foi um sonho que se tornou realidade pra mim.

GO GO – O que gosta de fazer quando não está trabalhando?
ANNETTE – Eu gosto de fazer coisas normais, porque meu tempo livre é raro. Quando estou filmando nos Estados Unidos, gosto de ver meus amigos e sair para comer. Vou ao cinema, gosto de nadar, vou em baladas e realmente adoro ler de noite.

GO GO – Qual o tipo de música que você gosta?
ANNETTE – Meu gosto musical varia entre No Doubt, Beatsticks, Mia, Messer Chups,
La Kinky Beat, The Hives e também coisas antigas do Beastie Boys

GO GO – Qual o tipo de filme que você mais gosta? (esquecendo pornô)?
ANNETTE – Meus filmes favoritos são do Quentin Tarantino, David Lynch e Woody Allen

GO GO – Você gosta de ver filmes pornôs?
ANNETTE – Eu amo pornô e sempre vejo. O primeiro filme pornô que vi foi do Max Hardcore, depois fiquei viciada em Rocco e Kelly. Minha atriz preferida sempre foi a Tiffany Mynx.

GO GO – Annette Schwarz é seu nome verdadeiro?
ANNETTE – Annette é meu nome sim, mas o Schwarz tem dois anos que eu uso, não é meu nome. Quando eu filmava na Europa eu fiz vários filmes com italianos, eles costumavam me chamar de Schwarz. Porque soava bem cru e alemão. Eu gosto.

GO GO – Como foi seu primeiro contato com pornografia?
ANNETTE – Foi com Max Hardcore, vi com meu irmão e seus amigos. Acho que tinha uns 16 anos e fiquei hipnotizada com as cenas de urina e sexo cru. Os garotos ficaram com nojo, mas eu fiquei excitada. Mas fiquei com vergonha de demonstrar isso na hora.

GO GO – Como você começou na indústria pornô?
ANNETTE – Desde que vi o primeiro filme pornô eu tinha certeza que iria tentar fazer isso. Minha vida sexual não era boa. Eu imaginava que no pornô eu poderia ser eu mesma, sem ter vergonha.
Comecei exatamente no meu aniversário de 18 anos em Munique na GGG

GO GO – Você tem idéia de quantos filmes já fez como atriz pornô?
ANNETTE – Não tenho idéia, talvez algumas centenas… vocês podem encontrar muitos deles no meu site http://www.totallyannette.com

GO GO – O que você mais gosta de fazer em cena e o que  você não gosta?
ANNETTE – Eu gosto de sexo real e intenso. Eu gosto de sexo cru mas não tem como fazer se meu parceiro de cena não estiver dentro e concentrado para isso. Tenho que sentir que ele ou ela me queiram muito assim como eu quero eles. Se estou excitada, quero comer meu parceiro vivo, quero chupar e lamber ele inteiro. Dou toda minha energia para ficar satisfeita, e isso não tem preço. Se é realmente bom, eu me entrego totalmente, como se fosse a última vez que estivesse fazendo sexo.
Uma cena muito boa que poderia dar como um bom exemplo foi com Manuel Ferrara em “Annette Schwarz is Slutwoman”. Amo sexo oral – Tenho uma fixação por oral, não em receber e sim em fazer!
O que eu não gosto…
ah, não gosto quando mordem ou puxam forte meus mamilos

GO GO – O que você conhece do Brasil? Conhece algo do pornô brasileiro?
ANNETTE – Sei que os brasileiros são muito religiosos.
Acho que o culto ao corpo no Brasil é grande também. As mulheres brasileiras mostram muito mais seu corpo do que as mulheres alemãs. Imagino que para elas deve ser muito importante ter uma boa aparência 24 horas por dia.
Sei também que vocês tem um ótimo Carnaval. O povo brasileiro (talvez só as mulheres) são muito ciumentas.  Na minha opinião as mulheres brasileiras são as mais quentes do mundo todo! Tenho inveja disso (no bom sentido)!
Joey Silvera e Jazz Duro filmam muito no Brasil, sem esquecer claro do apartamento do Mike (Mikes Apartment).

GO GO – O que você prefere em cena, homem ou mulher?
ANNETTE – Quando é sexo real, não importa.

GO GO – Quais os planos para o futuro?
ANNETTE – Trabalhar no pornô o resto da vida mas como uma diretora de sucesso e que tenta inovar sempre. Meus primeiros passos na direção podem ser vistos no meu site hardcore. Também quero aprender espanhol assim estarei pronta para me mudar para Espanha por um tempo. Também quero tirar minha carta de direção (não tive tempo até agora de fazer isso), comprar um apartamento. E finalmente encontrar alguém para viver junto.

GO GO – Muito obrigado Annette pela entrevista!
ANNETTE – Eu que agradeço vocês por terem feito essa entrevista para meus fãs brasileiros. Espero ter a chance de em breve conhecer meus fãs brasileiros.


Ensaios de Annette Schwarz

Posted in Arte Erótica with tags , , , , on fevereiro 17, 2011 by canibuk

Annette, em seu site oficial, se apresenta assim: “Meu nome é Annette Schwarz e nasci em 1984 numa pequena aldeia alemã na fronteira com a França. Já na minha adolescência eu sonhava em ser famosa, então, me mudei para Munique e comecei a trabalhar como enfermeira, o que me deu a possibilidade de me tornar independentes de meus pais e ter minha primeira experiência sexual. Mas ainda sentia falta de uma coisa: SEXO!!! Sexo tanto quanto possível, sexo com homens e mulheres, sexo 24 horas por dia, sexo suficiente para mil vidas. Então, no meu aniversário de 18 anos, fiz meu primeiro contrato com uma famosa produtora de filmes adultos. Como sempre fui diferente das garotas da minha idade, não foi o dinheiro, mas o puro prazer que me atraiu para a pornografia.”

Fiz uma pequena seleção usando como base 5 ensaios fotográficos da Annette (que ela realizou para a Juliland) que achei belíssimos. Boa diversão!!!

A Mais Vadia 2

Posted in Arte Erótica with tags , , , , , , on fevereiro 11, 2011 by canibuk

“Slutwoman Vol. 2” (“A Mais Vadia 2”, 2008, 199 min.) de Mason, com Annette Schwarz.

Esse vídeo pornô é uma bagunça prá se conseguir informações precisas, no IMDB diz que a segunda parte dele foi feita em 2008 e a primeira parte em 2009 e aqui no Brasil a distribuidora Platinum Plus fez mais bagunça ainda ao intitular as duas partes do vídeo como “A Mais Vadia 2” (sim, os dois tem o mesmo título nacional num descuido da distribuidora). Mas informações num vídeo pornô é o que menos importa, já que nosso negócio é ver sexo feito com vontade. Este vídeo estrelado pela alemã Annette Schwarz é a parte 2 da série “Slutwoman” dirigida/criada pela Mason. Este vídeo, tanto Leyla quanto eu, adoramos e fica aqui a dica para vocês assistirem juntinhos com seus parceiros prá apimentar ainda mais o sexo. Annette fode com muita vontade e consegue passar toda a alegria que sente transando para os espectadores do vídeo. Nesta segunda parte do “Slutwoman”, na primeira cena, Annette e outra loirinha são fodidas por um cara numa casa sem móveis. A segunda cena começa com Annette estuprando um cara num quarto de hotel com uma gozada a distância onde a porra cai sobre o colchão e Annette vai limpando gotinha por gotinha. Na terceira cena Annette chupa o pau e o cu de 8 negros com físico de pessoas comuns e toma um banho de porra, nesta cena há empolgantes gargantas profundas com Annette engolindo inteiro paus enormes. Na quarta cena Annette é estuprada num hangar de aviões, o cara fode sua boca (numa deliciosa cena onde o rosto dela fica contra o chão de cimento) e somos brindados pelas melhores cenas de brutal throat desta produção, culminando com nossa diva fazendo uma carreira de porra para logo em seguida cheirar essa porra como se fosse uma carreira de coca. Delícia demais!!! A quinta e última cena é a mais calminha de todas com Annette estuprando um ator loirinho que tem a maior pinta de ser gay (ele fode ela fazendo um puta esforço).

“Slutwoman Vol. 1” (“A Mais Vadia 2”, 2009, 214 min.) de Mason com Kristina Rose.

Já que no Brasil existe dois vídeos com o título “A Mais Vadia 2”, sou da opinião que temos que aproveitar os dois exercitando a tolerância. Este primeiro “Slutwoman” é estrelado pela gracinha Kristina Rose que abre o filme com uma cena lésbica onde ela interpreta uma recruta que é molestada sexualmente por uma capitã sapata do exército americano. Na segunda cena Kristina Rose enfrenta com prazer sua primeira DP (dupla penetração, para os leigos). Na terceira cena, minha preferida, Kristina fica abordando estranhos na rua (caras que tem o rosto escondido por censura óptica), culminando numa punhetinha que ela bate para um dos sortudos desconhecidos dentro de um carro. Na quarta cena Kristina chupa 5 carregadores de um depósito e, depois de ficar com o rosto e corpo cheio de porra, sai pelas ruas toda esporrada, deixando a cena extremamente sexy. Na quinta cena ela transa na garagem de um prédio e depois disso parte prá última cena que rola joguinhos de dominação com outra beldade até acabarem sendo fodidas por um cara.

Ao falar destes dois filmes, fiquei pensando: Hoje em dia, época em que vivemos com maior liberdade política e maior acesso às informações, percebo as pessoas cada vez mais puritanas e vazias (vegetativas) e acham que vão preencher esse vazio com espiritualidade e fé no invísivel todo poderoso criado à sua semelhança (algo como encher um cantil de ar e acreditar cegamente que este ar vai matar sua sede). Nesta época em que a violência é tão banal, onde cineastas podem mostrar uma cabeça sendo, graficamente, esmagada e não chocar mais ninguém, ainda temos os puritanos de plantão reclamando de qualquer cena com um pênis entrando e saindo de uma vagina. Aliás, já vi muito puritano chamando de pornográficos filmes eróticos artísticos, sinto dizer, mas pornografia linda e sadia mostra pau entrando e saindo na buceta lubrificadinha cheia de desejos, mostra suor, mostra líquidos, gemidos e gozo facial que sempre torna as produções mais excitantes. Sexo explícito é amor!!! Puritanos no lar, na sociedade, mas quando podem fugir para um puteiro o fazem e pedem para as putas chuparem seus paus cristãos e massagearem com os dedos seus cuzinhos católicos. São contra as putas , suas filhas e esposas não são depravadas sexuais (precisam sofrer com eles o tedioso “papai e mamãe”, no escuro, embaixo dos cobertores, porque gente de família não mostra suas vergonhas para os outros!), mas quando sozinhos, esses mesmos puritanos da sociedade, vão avacalhar com as putas: “Tô pagando, ninguém está vendo, então posso tudo!!!”, pensam na sua cabecinha hipócrita cheia de preconceitos.

Pois é né?… Sexo só às escondidas???… Boa punhetinha às escondidas, puritanos!