Arquivo para artesanal

Cigar Box Guitars

Posted in Entrevista, Música with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on agosto 20, 2018 by canibuk

Imagine usar pedaços de madeira, isqueiros, arames, parafusos, pregos e utensílios de cozinha para fabricar um instrumento único e com excelente sonoridade? Esses são alguns materiais que o músico Lincoln Samarina (RJ) reutiliza na Oficina de Construção de Guitarra para ensinar os alunos a construírem seu próprio instrumento de forma caseira, com poucas ferramentas e estimular a criatividade com o uso das adaptações.

“A oficina de Cigar Box Guitar vai além da construção de um instrumento musical. Assuntos como a origem do Blues e o surgimento desses instrumentos primitivos serão peças para montar essa transmissão de conhecimento e cultura, relacionado a este universo dos negros descendentes de escravos que viviam no sul dos USA e construíam seus próprios instrumentos de forma arcaica para se expressar. Além disso, a vivência também abrange a temática da sustentabilidade, do meio ambiente e do reaproveitamento de material reciclado. É uma forma de ampliar o acesso ao universo da música e produzir um instrumento exclusivo, sem abrir mão do consumo consciente”, destaca Samarina.

Origem

A Cigar Box Guitar é um instrumento musical cordofônico, que surgiu por volta dos anos 30, quando houve a Guerra Civil – momento histórico conhecido como a grande depressão. Devido à dificuldade de adquirir materiais importados nessa época e também pela falta de condições financeiras, os negros trabalhadores da zona rural utilizavam as caixas de charuto e outros materiais para construir seus próprios instrumentos, fazendo adaptações, já que a estética não era tão importante, e sim o som. Foi a necessidade de se expressar que deu origem ao surgimento das Cigar Box Guitar, quando o Blues ainda não tinha se tornado elétrico e seu estilo era bem primitivo e rural, assim como a sua essência. Mais tarde, o Blues se propagou com suas vertentes e variações.

(Intro retirada do release da oficina ministrada por Samarina que rolou na casa de Alexandre Brunoro).

Entrevista

Entrevistei o Brunoro, maquiador gore e músico, sobre a oficina de Cigar Box Guitars, com Samarina. Em novembro tem nova oficina, se você quer aprender como construí-las, recomendo manter contato com o Brunoro.

Petter Baiestorf: Você é envolvido com a cena musical brasileira a muitos anos, poderia fazer uma pequena apresentação?

Alexandre Brunoro: Toco em banda desde os 15 anos de idade, já comecei atuando na cena goregrind nacional, com a banda Gory Gruesome, tivemos nossa estréia no clássico bar de Curitiba 92º, ocasião em que conheci você e o grande amigo Coffin Souza. Fomos tocar junto com outra banda aqui do ES, I Shit On Your Face, onde depois de uns anos eu acabei virando o baixista, quando o grande brother Gustavo Argentino faleceu. Toquei uns 7 anos no ISOYF, durante esse tempo eu toquei no Chuck Norris, que posteriormente virou Chico Noise, já tive também uma banda chamada “foda-se e morra” que era um crossover thrash core muito divertido. Após o término do ISOYF eu montei o projeto ERRO, que era basicamente umas músicas do ISOYF que eu compus e ainda não haviam sido gravadas. Mas a banda durou pouco tempo, logo os caras tiveram que se dedicar a outras coisas da vida, tipo filho, faculdade, emprego, essas táticas que o sistema utiliza pra foder com lindos projetos (risos). Depois de tocar nessas bandas de grind que eu citei, tive minha primeira experiência tocando na cena Surf/Garage com a banda Los Muertos Vivientes, onde pude conhecer uma galera massa dessa cena, tive a chance de abrir o show de bandas que eu gostava muito, como por exemplo o Agent Orange. Foi durante esse circuito que conheci a sonoridade da Cigar Box Guitar, vi uns vídeos do Lendário Chucrobillyman e pirei. O Colt Cobra foi meu último projeto, foi durante esse tempo que conheci o Lincoln Samarina, através de um anúncio do Facebook. Nessa época eu tava vendo muito vídeo de artistas que usam esse tipo de instrumento.

Baiestorf: lembro que quando gravamos juntos o curta-metragem “Você, Morto”, de Raphael Araújo, em 2017, você já estava sempre dedilhando numa Cigar. Como surgiu seu interesse pela Cigar Box Guitars?

Brunoro: Surgiu logo depois de eu ter assistido uma apresentação do Klaus Koti, com seu projeto onemanband “O Lendário Chucrobillyman”. Foi amor à primeira vista, aquela guitarra de caixa de charuto e taco de sinuca, com uma corda de baixo e uma de guitarra me deixou doido. Depois eu pesquisei bastante sobre o assunto, aí então que cheguei até o Samarina. Logo comprei uma guitarra na mão dele, e tivemos a idéia de produzir a primeira oficina de cigar Box guitar do Espírito Santo (não sei se isso já aconteceu em outro lugar no Brasil). Desde o primeiro dia que peguei ela, não parei de tocar, estudo todos os dias a sonoridade dessa maravilha de instrumento.

Baiestorf: Lincoln Samarina esteve em Vila Velha, na sua casa, ministrando uma oficina sobre como produzir essas belezinhas. Como foi isso?

Brunoro: O Lincoln é uma pessoa iluminada bicho, cara sagaz demais! A primeira edição da oficina foi feita no ano passado, no extinto espaço Prego, do amigão Alex Vieira. Lá foi algo mais expositivo, pois a estrutura do local não suportava. Aí desde então ficamos com essa ideia na mente, que deveríamos fazer aqui no meu ateliê e tal. Esse ano conseguimos concretizar o projeto, tivemos oito alunos que em quatro dias construíram suas guitarras com restos de madeira, refugo de madeireiras, partes de móveis antigos, tamos de gaveta e até um vídeo cassete antigo entrou na roda (risos). Foi muito foda a experiência, devemos repetir a oficina em novembro num outro espaço, dessa vez maior, com mais materiais e ferramentas disponíveis.

Baiestorf: Vocês gravaram a oficina, certo? Como pessoal de outros estados pode ter acesso a este material?

Brunoro: Infelizmente não conseguimos gravar na íntegra, mas fizemos bons registros que em breve estarão circulando nas redes sociais.

Baiestorf: Alguma idéia de montar um grupo musical só com Cigar Box Guitars?

Brunoro: Já tenho em mente isso a algum tempo, agora que não to com banda, pretendo fechar umas músicas e gravar um material ainda esse ano. A idéia é ter um projeto onemanband e sair em tour junto com o Samarina, levando a oficina e os shows.

Baiestorf: E uma trilha sonora? Fica aí o convite, inclusive!

Brunoro: Trilha sonora é uma coisa que eu acho maravilhosa, adoro pensar no clima que a cena pede, e traduzir isso pra música! Quem quiser me contratar é só mandar um e-mail pra alexandre.brunoro@gmail.com que eu cobro baratinho se falar que viu meu contato no Canibuk (risos).

Baiestorf: Você está produzindo os Instrumentos? Aceita pedidos? Como proceder para encomendar?

Brunoro: Ainda estou fechando minhas primeiras guitarras, to na fase de encontrar uma fórmula ideal, onde eu vou conseguir replicar as peças iguais. Fechei uma parceria com um amigo marceneiro aqui de vila velha, que inclusive participou dessa última oficina. Assim que tivemos as primeiras guitarras montadas e funcionando eu vou começar a vender e aceitar encomendas, a idéia é montar uma empresa nesse ramo!

Baiestorf: Obrigado Brunoro. Espaço é seu para incentivar as pessoas a fazerem por si próprias:

Brunoro: Eu só tenho a agradecer aqui pelo espaço mais uma vez, gostaria de agradecer muito ao Samarina pelo conhecimento e pela amizade valiosa que ele proporciona pra todo mundo que tá ao alcance. Quem quiser construir a sua própria guitarra, tenham uma coisa em mente, tudo que você aprender sobre luthieria é balela, dá pra fazer instrumentos com lixo sim, sem ferramentaria pesada, só com uma faca de pão, uma régua e uma furadeira já rola! Procurem vídeos no youtube, ouçam as músicas de artistas que usam esse tipo de guitarra, façam vocês mesmo! Se libertem do mercado de instrumentos, pois as possibilidades são infinitas!

Contatos: alexandre.brunoro@gmail.com ou Facebook.

Links para as atividades da oficina:

https://www.facebook.com/alexandre.brunoro/videos/10216907290698774/?t=6

https://www.facebook.com/alexandre.brunoro/videos/10216963398741440/?t=13

https://www.facebook.com/alexandre.brunoro/videos/10216963402621537/?t=27

https://www.facebook.com/alexandre.brunoro/videos/10216914750445263/?t=17

Links para as bandas onde Brunoro já tocou:

LOS MUERTOS VIVIENTES:

COLT COBRA:

https://coltcobra.bandcamp.com

GORY GRUESOME:

ERRO:

I SHIT ON YOUR FACE:

CHUCK NORRIS: