Arquivo para cerveja

Predadoras

Posted in Cinema, download, Vídeo Independente with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on dezembro 15, 2016 by canibuk

Predadoras (2004, 22 min.) de Coffin Souza. Roteiro de DG e Coffin Souza. Elenco: DG e Everson Schütz. Produção do Núcleo de Vídeo Experimental de Palmitos. Inédito em DVD, mostras e festivais de cinema.

Sinópse: Um homem invade a casa de 4 mulheres misteriosas e vive uma noite de aventuras sexuais intermináveis.

canibal-042

DG: Musa de Coffin Souza e co-autora de “Predadoras”.

Este curta elaborado por Coffin Souza e DG em 2004 não foi oficialmente lançado na época, fazia parte de um longa em episódios, “Contos da Cidade dos Canibais”, que nunca foi finalizado. Até onde lembro apenas o Ivan Pohl também havia produzido um episódio, “Mike Guilhotina”, que seria acrescentado ao longa (se não me falha a memória houve um terceiro episódio, “Banco Mundial”, parcialmente filmado mas que, devido as filmagens caóticas, não foi finalizado, creio que era dirigido pelo Everson Schütz). Devido a falta de créditos no curta de Coffin Souza/DG, não lembro mais os envolvidos na produção (Everson Schütz e DG estão no elenco), mas lembro de comer amendoim com Carli Bortolanza e Elio Copini. Eu não me envolvia muito na parte criativa destes curtas do Núcleo Associado de Vídeo Experimental de Palmitos, até onde lembro fiz os trabalhos de câmera neles. Eram festas… Ops!… filmagens bem divertidas!

predadoras2

Souza dirigindo os efeitos de Carli Bortolanza.

Predadoras foi filmado em apenas um dia de inverno em 2004, sem orçamento nenhum, calcado nas ideias do “Manifesto Canibal” (para assistir o curta MANIFESTO CANIBAL clique no título), que infelizmente está com a tiragem do livro esgotada, aguardando uma segunda edição.

digitalizar0037

Uma equipe com cara do alcoolismo da produção nacional.

Fui o responsável pela distribuição deste curta mas, na época, ainda estava fazendo os lançamentos em VHS e ninguém mais queria fita VHS, as poucas cópias que preparei encalharam e, então, comecei a lançar os filmes em DVD no ano seguinte (o filme de estreia no formato foi “A Curtição do Avacalho“). Por me concentrar nas produções novas fui deixando este curta de lado e nunca o lancei e, até onde lembro, nunca foi exibido em mostras de filmes undergrounds. Compre os filmes da Canibal Filmes na MONDO CULT.

lembranças de Baiestorf.

Para assistir PREDADORAS clique no título e baixe o filme.

predadoras1

Elio Copini, Carli Bortolanza e um potinho de amendoins.

Assista aqui “Zombi X”, outra produção de Coffin Souza que fiz a distribuição:

Baixe a Praga Zumbi aqui e Boas Festas na Alegria Gorechanchadesca

Posted in Cinema, download, Manifesto Canibal, Vídeo Independente with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on outubro 6, 2016 by canibuk

zombio-2

Zombio (1999) é considerado o primeiro filme autenticamente brasileiro de zumbis*, então nada mais natural do que reunir a mesma equipe 14 anos depois, acrescida de novos talentos da gorechanchada celebrada pela Canibal Filmes,e realizar a continuação daquela modesta produção fundo de quintal.

Veja trailer de “Zombio” aqui:

Zombio 2: Chimarrão Zombies” surgiu quase que por acidente. Eu vinha de projetos frustrados nos últimos 2 anos (em 2011 abortei o projeto “Páscoa Sarnenta”, longa episódico, por falta de dinheiro – mas tudo foi registrado pelo cineasta Felipe M. Guerra e pode virar um documentário ainda –  e em 2012 foi extremamente caótico, quando tentei produzir dois médias – “Rabo por Rabo” e “Psicose Tropical” – que nem saíram do papel) e dois fatores me influenciaram a produzir “Zombio 2”:

1- O lançamento em DVD de “Zombio 1” nos USA (que depois foi suspenso porque a distribuidora fechou);

2- Em 2012 fui ator no longa-metragem “Mar Negro”, de Rodrigo Aragão, e numa pausa das filmagens falei zoando que ia voltar pra Santa Catarina e produzir um longa de zumbis pra lançar no mesmo final de semana de “Mar Negro”.

zombio-2_cartazSó que fiquei matutando a ideia na cabeça e percebi que havia a possibilidade de conseguir realizar “Zombio 2” a tempo de lançar junto com “Mar Negro” durante o FantasPoa de 2013, fazendo uma espécie de dobradinha “Tropical Zombies” made in Brazil pra gringo ver. Só com a ideia na cabeça falei com os Fantaspoas (Nicolas e JP) e eles guardaram uma data pro lançamento. Então fiz um poster bagaceiro pra registrar a ideia e Leyla Buk desenhou o Storyboard de uma cena que eu iria incluir no roteiro – ainda não escrito – e comecei a reunir investidores e a equipe-técnica para 2 blocos de filmagens (que juntos representaram 23 dias de trabalhos duros). É uma tensão muito grande você ter até data de lançamento de um filme já confirmada e ainda não ter roteiro, nem dinheiro, nem equipe, nem data para iniciar as filmagens, mas foi um exercício de produção interessante.

zombio-2-pEntre dezembro de 2012 e janeiro de 2013, escrevi o roteiro, consegui 9 produtoras para me apoiarem financeiramente e com equipamentos – El Reno Fitas, Camarão Filmes e Ideias Caóticas, SuiGeneris Filmes, Bulhorgia Produções, Shunna, Fábulas Negras Produções, Necrófilos Filmes, Zumbilly e Gosma – e levantei uns 40 mil reais. Em fevereiro já estávamos filmando nossos zumbis tropicais com todas as alegres cores da morte. Entre o primeiro e o segundo bloco achei que não seria possível conseguir finalizar o longa até a data do Fantaspoa (em maio de 2013), porque tivemos que marcar o segundo bloco de filmagens pra abril de 2013. Mas os FantasPoas pediram pra manter a data. Bem, voltamos pro set e terminamos as filmagens, imediatamente após o término voei pro Rio de Janeiro e fiquei trancado com Gurcius Gewdner durante 18 dias montando o filme (ele foi todo filmado com duas câmeras, quase 1 terra de material bruto) e, faltando 3 dias pro lançamento no FantasPoa 2013, conseguimos finalizar o primeiro corte do longa. Foi uma aventura muito divertida.

Veja o trailer de “Zombio 2” aqui:

E agora estou disponibilizando para download uma cópia de “Zombio 2: Chimarrão Zombies”, em baixa qualidade, para que você possa conhecer essa produção que nasceu quase por acaso. Se você quiser o filme em maior qualidade pode comprar pela loja MONDO CULT.

Para baixar o filme, clique no título: ZOMBIO 2: CHIMARRÃO ZOMBIES. E ajude a espalhar essa praga zumbi para todos os cantos do planeta Terra.

Por Petter Baiestorf.

*tem alguns outros filmes de zumbi filmados antes de Zombio (1999), mas são produções que não saíram de suas cidades. Eu mesmo, em 1993, havia lançado “Criaturas Hediondas” onde um zumbi marciano dá as caras. Em 1996 criei um zumbi sedento por drogas no “Blerghhh!!!” (cujo diário de filmagens você pode ler clicando aqui). Mas Zombio foi o primeiro com hordas de mortos-vivos podres comendo pessoas explícitamente, como num bom filme de Lucio Fulci.

Eu

Posted in Literatura with tags , , , , , , , , , , , , , on setembro 26, 2012 by canibuk

mulheres não sabem como amar,

ela me disse.

você sabe como amar

mas mulheres só querem

parasitar.

sei disso porque sou

mulher.

.

hahaha, eu ri.

.

por isso não se preocupe por ter terminado

com Susan

porque ela apenas irá parasitar

outro homem.

.

falamos um pouco mais

então eu me despedi

desliguei o telefone

fui ao banheiro

e mandei uma boa merda de cerveja

basicamente pensando, bem,

continuo vivo

e tenho a capacidade de expelir

sobras do meu corpo.

e poemas.

e enquanto isso acontecer

serei capaz de lidar com

traição

solidão

unhas encravadas

gonorreia

e o boletim econômico do

caderno de finanças.

com isso

me levantei

me limpei

dei a descarga

e então pensei:

é verdade:

eu sei como

amar.

.

ergui minhas calças e caminhei

para a outra peça.

poema de Charles Bukowski.

Cerveja

Posted in Literatura with tags , , , , , , , , , on junho 3, 2012 by canibuk

não sei quantas garrafas de cerveja

consumi esperando que as coisas

melhorassem.

não sei quanto vinho e uísque

e cerveja

principalmente cerveja

consumi depois

de rompimentos com mulheres –

esperando o telefone tocar

esperando o som dos passos,

e o telefone nunca toca

antes que seja tarde demais

e os passos nunca chegam

antes que seja tarde demais.

quando meu estômago já está saindo

pela boca

elas chegam frescas como flores de primavera:

“mas que diabos você está fazendo?

vai levar três dias antes que você possa me comer!”

.

a mulher é durável

vive sete anos e meio a mais

que o homem, bebe muito pouca cerveja

porque sabe como ela é ruim para a

aparência.

.

enquanto enlouquecemos

elas saem

dançam e riem

com caubóis cheios de tesão.

.

bem, há a cerveja

sacos e mais sacos de garrafas vazias de cerveja

e quando você pega uma

as garrafas caem através do fundo úmido

do saco de papel

rolando

tilintando

cuspindo cinza molhada

e cerveja choca,

ou então os sacos caem às 4 horas

da manhã

produzindo o único som em sua vida.

.

cerveja

rios e mares de cerveja

cerveja cerveja cerveja

o rádio toca canções de amor

enquanto o telefone permanece mudo

e as paredes seguem

paradas e estáticas

e a cerveja é tudo o que há.

poesia de Charles Bukowski.

Canecos de Cerveja

Posted in Literatura with tags , , , , , , , , , on maio 5, 2012 by canibuk

Venham para cá, meus amigos, com seus canecos de cerveja

E vamos beber ao dia antes que ele nos abandone

Abarrotem suas travessas com uma montanha de carne

Pois comer e beber é o que nos traz alívio

Então encham seus copos

Pois a vida vai passar logo

Quando estiverem mortos nunca vão poder brindar ao seu rei

Ou às suas garotas!

.

Anacreonte tinha um nariz vermelho, é o que dizem

Mas o que é um nariz vermelho se você é feliz e se diverte?

Que uma talhadeira me parta ao meio!

Prefiro ser vermelho enquanto estou aqui,

Do que branco como uma flor-de-lis – e morto daqui a meio ano!

Então Betty, minha garota,

Venha me dar um beijo

No inferno não há uma filha de hospedeiro assim!

.

O jovem Harry se aprumou como pôde

Logo vai perder a peruca e cair para baixo da mesa

Mas encham seus copos e passem eles adiante,

Melhor debaixo da mesa do que debaixo da terra!

Então divirtam-se e brinquem

E tomem um longo trago

Pois embaixo de dois metros de barro é mais difícil de rir!

.

O diabo me deixou torto! Mal consigo caminhar,

E maldito seja se consigo ficar de pé ou conversar!

Aqui, patrão, diga para Betty pegar uma cadeira

Eu vou demorar um pouco para chegar em casa,

Pois minha mulher não está lá!

Então me dê uma mão

Pois não consigo ficar de pé

Mas estou feliz enquanto seguir em cima da terra!

Poesia de H.P. Lovecraft, extraída de “A Tumba e Outras Histórias”, editora L&PM.

Deus – O Matador de Sementinhas & Poesia Visceral

Posted in Nossa Arte, Vídeo Independente with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on abril 15, 2012 by canibuk

Gurcius Gewdner acabou de colocar no Vimeo dois curtas antigos onde tenho participações, “Deus – O Matador de Sementinhas” (1997), que co-dirigi em parceria com C.B. Rot e “Poesia Visceral”, uma palhaçada coletiva de 2004 que eu nem lembrava mais que tinha participado!

“Deus – O Matador de Sementinhas” (1997, 3 min.) de Petter Baiestorf e C.B. Rot foi um curtinha sobre religião que parecia pedir prá sair de nossas cabeças. Ateus, Rot e eu, resolvemos, por um pequeno momento, imaginar se Deus existia e como ele escutaria e se comportaria ouvindo as preces e pedidos dos desesperados humanos. Na época destas filmagens estávamos rodando o longa-metragem “Super Chacrinha e seu Amigo Ultra-Shit em crise Vs. Deus e o Diabo na Terra de Glauber Rocha” (1997) e testando inúmeras possibilidades de chocar espectadores (depois deste curta bolamos ainda o trio de filmes escrotos “Boi Bom”, “Gore Gore Gays” e “Sacanagens Bestiais dos Arcanjos Fálicos”, todos feitos e lançados em 1998). Este curta-metragem foi lançado em Porto Alegre/RS durante o festival de música Made in China (organizado pelo Marcelo Birck e Plato Divorak, se não me falha a memória) e já na primeira exibição deu problemas. Depois disso conseguimos exibí-lo em poucos botecos e virou extra em VHSs/DVDs que lançamos. Assista logo porque tenho a impressão de que não vai durar muito tempo no Vimeo.

“Poesia Visceral” (2004, 6 min.) de Canibais Etílicos é um curta muito ruim feito entre o pessoal que andava comigo no ano de 2004, que foi um dos piores anos da produtora, com toda nossa produção na época parada por falta de condições de trabalho. Para este “Poesia Visceral”, onde nada foi pensado ou planejado antes, realizamos um churrasco (numa época em que eu ainda comia animais mortos), botamos gasolina na cerveja do Ivan Pohl e ficamos incentivando ele a vomitar gostoso. A trilha sonora eu escolhi de acordo com o que escutávamos na época e a edição tosca, se não me falha a memória, fui eu quem fez. Este curta nunca teve lançamento, nem exibições públicas porque antes de ser um filme, é uma bagunça besta entre bêbados. Também não pretendo colocar este curta de extra em nenhum futuro lançamento em DVD.

Sei que estes dois curtas não são o melhor cartão de visitas para as produções que realizei via Canibal Filmes, mas se você curte filmes gores, sexploitations e roteiros sem noção, pode comprar os filmes que estamos sempre lançando, basta pedir informações via e-mail baiestorf@yahoo.com.br

Temos disponível os seguintes títulos:

– O Monstro Legume do Espaço (partes 1 e 2 e vários extras): R$ 10,00 + R$ 5,00 de despesas postais.
– Eles Comem Sua Carne/Zombio (double feature e vários extras): R$ 10,00 + R$ 5,00 de despesas postais.
– A Curtição do Avacalho (com o documentário “Baiestorf – Filmes de Mulher Pelada e Sangueira” de extra): R$ 10,00 + R$ 5,00 de despesas postais.
Arrombada – Vou Mijar na Porra do seu Túmulo!!! (com vários extras): R$ 10,00 + R$ 5,00 de despesas postais.
Vadias do Sexo Sangrento (DVD duplo com vários extras): R$ 15,00 + R$ 5,00 de despesas postais.

Massa de Pizza

Posted in Culinária Vegetariana with tags , , , , , , , , , , , , on março 12, 2012 by canibuk

Depois de muito encher o saco do Coffin Souza, finalmente ele me passou a receitinha da massa de pizza que ele faz (dá prá fazer calzones também com essa mesma massa). Compartilho aqui essa receita, engordem amigos, engordem!!!

Ingredientes:

1,5 xícaras de farinha de trigo,

1 colher de sopa de azeite de oliva,

1 xícara de água Morna,

1 colher de sopa de fermento biológico,

1 colher de chá de cachaça.

Modo de Preparo:

Misture em uma tijela a farinha e o azeite. Coloque o fermento, misture bem, coloque a cachaça, misture. Colocar a água aos poucos (talvez não precise de toda a água) e misture bem .Trabalhar com as mãos até obter uma massa homogênea e que desgrude das mãos. Fazer uma bola, cobrir com um pano de prato e deixar repousar por 30 minutos. Abrir a massa com um rolo ou com as mãos em uma forma. Pode ser pré-assada por 5 minutos ou já recheada e assada ao ponto.

Cortar, servir, comer com um bom vinho ou cerveja. Bom Apetite!

Fotos do teste de Petter Baiestorf... APROVADO!