The Incredible Shrinking Man

“The Incredible Shrinking Man” (“O Incrível Homem Que Encolheu”, 1957, 81 minutos) de Jack Arnold. Com: Grant Williams e Randy Stuart.

Homem em férias com seu barco pela costa da Califórnia é contaminado por uma nuvem radioativa. Seis meses depois ele começa a encolher, desesperado busca ajuda médica e descobre que aquela névoa radioativa (combinada à exposição com um pesticida) fez com que suas células começassem a encolher. Logo o homem está com 93 centímetros de alturae em crise emocional, tratando de maneira cada vez mais tirana sua compreensiva esposa. Sem uma cura em vista, quando o homem fica em miniatura, passa a morar numa casa de bonecas e é atacado por seu gato de estimação e na luta acaba se perdendo no porão de sua casa, que se revela um novo mundo selvagem, com uma aranha rondando o local, a fome e a luta pela sobrevivência.

“The Incredible Shrinking Man” é um dos grandes clássicos da Sci-fi americana dos anos 50, tendo sido nomeado em 2009, pela Biblioteca do Congresso Americano, para o “National Film Registry” e será preservado para todos os tempos como patrimônio cultural. Originalmente um livro de Richard Matherson, “The Incredible Shrinking Man” foi roteirizado pelo próprio autor com várias mudanças substânciais, como a retirada das personagens da filha de cinco anos do homem que encolhe e a babysitter de 16 anos com quem ele ter certa tensão sexual e a inclusão do genial solilóquio que fecha o filme de maneira brilhante, um dos melhores finais de filmes já feitos. Matherson escreveu um roteiro para uma possível continuação, “Fantastic Little Girl”, que nunca chegou a ser produzido.

Muito do charme do filme se deve ao talento de seu diretor Jack Arnold, um aficcionado por ficção-científica desde criança, que dirigiu nos anos 50 uma série de clássicos, com destaque às produções “It Came from Outer Space” (1953), “Creature from the Black Lagoon” (1954) e “Tarantula” (1955). Em 1958 dirigiu o quase tosco “Monster on the Campus” que, em minhas lembranças (faz mais de 15 anos que vi o filme pela última vez), tem maquiagens muito mal executadas. Após este “Monster on the Campus” passou as três décadas seguintes dirigindo séries de TV como “World of Giants”, “Peter Gunn”, “Gilligan’s Island” e “Buck Rogers in the 25th Century”.

“O Incrível Homem Que Encolheu” foi recentemente lançado em DVD no Brasil pela Cult Classic, com capinha linda e boa qualidade de imagem e aúdio, valendo o salgado preço de R$ 29.90 que essa distribuidora costuma cobrar por seus produtos, muito deles desprovidos completamente de qualidade.

por Petter Baiestorf.

3 Respostas to “The Incredible Shrinking Man”

  1. […] a gata que aparece nos clássicos “This Island Earth” (1955) de Joseph M. Newman e “The Incredible Shrinking Man” (1957) de Jack Arnold (e que depois ficou famosa quando contracenou com Audrey Hepburn em […]

  2. […] vários outros), provissoriamente intitulado “Tarantula” (não confundir com o filme de Jack Arnold de 1955), e que foi interrompido após os produtores perceberem o quanto era díficil trabalhar com […]

  3. […] Agar estrelou maravilhas da sétima arte, como “Revenge of the Creature” (1955) de Jack Arnold, continuação do clássico “Creature from the Black Lagoon” (1954); […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: