Nobuyoshi Araki

Um dos mais famosos fotógrafos do Japão. Araki tem mais de 350  livros publicados e uma obra extensa. Suas fotografias vão desde a natureza e ruas pacatas de Tóquio, seu gato de estimação, até ensaios com adolescentes e atos sexuais com a musa e esposa (que faleceu de câncer em 1990 e ele retratou tudo, até os últimos dias e depois lançou um livro chamado “Viagem Sentimental“, aliás, foi através desse livro que ele começou a ter notoriedade no Japão) e  bairros boêmios com seus  bordéis e prostitutas. O cara respira fotografia, experimenta tudo,  fotografa tudo, de todas as maneiras, com câmeras amadoras ou não, de vários planos, usando técnicas diferentes e tudo é aproveitado. Como são inúmeros trabalhos, selecionamos fotografias onde predomina uma arte pela qual somos fascinados chamada Kinbaku.

Kinbaku é uma variação japonesa do bondage, é uma prática sexual que consiste em amarrar e imobilizar o parceiro com cordas.

 

 

3 Respostas para “Nobuyoshi Araki”

  1. Saudações Baiestorf,

    Meu nome é Carlos, sou anarquista, tenho amigas feministas que são antipornografia, dizendo que qualquer espécie de arte erótica com bondage, os filmes da Brasileirinhas (haha), etc, são uma forma de celebração da violência contra a mulher. Eu acho rídidulo essa argumentação e toda vez que eu e minhas amigas entramos neste tipo de assunto acabamos discutindo e no final tdo termina em sexo. Gostaria de saber qual é a sua opinião sobre o assunto.
    E também gostaria de perguntar o que você acha dos straight edges de hoje em dia, nção sei se você conhece algum. Eu fui straight edge durante os anos 90 (hoje em dia bebo pra caralho) mas hoje não vejo o porquê de ainda existirem sxes, não há mais cena pra isso. Eu até conheço straight edges anarquistas e comunistas, mas muitos dos straight edges de hoje adotam uma postura hardline pró-life, são antipornografia e chatos pra caralho.

    Forte abraço,
    Carlos

    • Já entrei uma vez em discussão com feministas sobre meu filme “Arrombada” onde uma menina era estuprada por um Juiz de direito eleito senador duas vezes pelo voto popular, um padre e mais um médico. Achei que elas entenderam errado o filme e queriam, por via de discussões, fazer achar que meu filme era contra as mulheres. Mas meu filme era sobre como o poder corrompe e a impunidade para com que esses poderosos são tratados pela justiça.
      Eu não acredito que sexo CONSENTIDO (como é o caso de um ensaio fotográfico ou um filme) seja anti-mulheres. Quantos filmes ou ensaios fotográfico são elaborados pelas próprias mulheres.
      Mas creio que essa seja uma discussão que não vai prá lugar nenhum, igual discutir a existência de deus. Sou Ateu e já faz vários anos que parei de discutir sobre deus, se precisar de muletas na sua vida (ou culpados para suas tristesas), qualquer coisa serve. Entende? (feministas falam tanto em igualdade, mas quando conseguem essa igualdade acabam fazendo o que com essa igualdade: Nada vezes nada, acabam virando soldadas (exército agora tá cheio de mulheres fazendo as mesmas merdas que antes só eram feitas por homens), políticas corruptas ou jogadoras de futebol.
      Não creio que o problema do mundo seja isso: homem vs. mulhers, mas sim o 1% de por cento de ricos usando os 99% dos pobres que simplesmente não se rebelam nem nada.
      Não me considero anarquista, mas tenho muito interesse em divulgar a história anarquista. A filosofia straight edge me atraí bastante (sou vegetariano mas bebo bastante também), mas acho que falta vida nas cabeças desta gurizada. Viver a vida no mundo sem a proteção cor de rosa de seus papais. E falta o que falta prá humanidade toda: ESTUDAR A HISTÓRIA e entendê-la para não repetir os erros do passado. Falta Apoio Mútuo… Mas ao falar de Apoio Mútuo lembro das inúmeras discussões que tinha em encontros de zineiros anarquistas onde ninguém aceitava o que o outro falava e, ao invés de anarquistas, todo mundo parecia fascistas querendo impor seu ponto de vista.

      EM TEMPO, defendo que aqui no Brasil o estudo deveria ser completamente gratuíto prá vida toda (se quiser fazer faculdade de medicina com 60 anos, é de graça, saca?) e a saúde deveria ser gratuíta para todos a vida toda também, assim como os produtos da cesta básica deveriam ser isentos de impostos. Quer cobrar imposto cobra dessas porras de Igrejas que não pagam impostos, coloca esses padres e pastores prá plantas legumes em hortas comunitárias, serão mais úteis!!!

      Acho que depois a Leyla deixa a visão dela sobre o assunto aqui, já que a maioria dos posts eróticos aqui do blog são feitos pela Leyla (nós dois adoramos pornográfia do mesmo modo que achamos necessário divulgar textos anarquistas e feministas e anti-religiosos).

  2. Pra mim é bem simples, “é seu corpo, você decide o que faz com ele”, sempre defendi isso. Se a luta é por liberadade então esse é um assunto que nem deveria ser discutido. Odeio essa idéia enraizada de que erotismo, pornografia e qualquer coisa relacionada a sexo é algo mau e que toda a mulher que fizer parte disso está sendo usada e virando objeto sexual. Sou mulher e adoro pornografia, e todo tipo de arte que envolva sexo e erotismo, pinto mulheres bastante sexualizadas e tenho certeza de que ainda terei muitos dos meus quadros considerados como sexistas, não me preocupo com isso, tenho um conceito diferente sobre o que é sexismo. Uma mulher que a sociedade considera promiscua (seja porque mostra o corpo, por ter muitos parceiros sexuais ou por fazer filme ou qualquer outro tipo de arte considerada erótica ou pornô) eu considero alguém que tem total controle sobre seu corpo e sexualidade. Objeto sexual é aquela pessoa burra (seja homem ou mulher) que não tem consciência do seu corpo ou do que faz com ele.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: